Roubando dinheiro de atletas paraolímpicos e da reconstrução do Haiti

O Comitê Paraolímpico Brasileiro (CBP)está bancando estadia e viagem aérea de pelos menos quatro jornalistas de veículos como Globo, O Estado de S. Paulo e Terra para a cobertura do Mundial de Atletismo, que começou no dia 22 e vai até o dia 30 de janeiro, em Christchurch (Nova Zelândia).

O próprio comitê tem dois jornalistas enviados ao país, que fica a mais de 11 mil quilômetros do Brasil.

Uma rápida pesquisa em agências de viagens mostra que o preço unitário, com parte aérea incluída, de um pacote de sete dias para esse destino tão longínquo não sai por menos de US$ 3 mil (fora gastos com alimentação e transporte).

Dinheiro que poderia muito ser aplicado na melhoria das condições dos atletas deficientes.

O CBP, diga-se, reclama todos os anos de que faltam verbas para tocar o esporte paraolímpico no país.

Mas, para bancar jornalistas da suposta maior empresa de mídia do Brasil, do filhote da Telefonica e da empresa dos Mesquita, não é nada demais tirar alguns dólares de atletas com necessidades especiais.

Vergonha! Vergonha do senhor Anderson Giorge, da senhora Amanda Romanelli. Esses são figurinhas conhecidas, pessoas que diversos assessores de imprensa da área de esportes denunciam como gente que implora convites para viagens e eventos com boca-livre.

Pior ainda é o caso do jornalista Renato Peters, que contraria política da própria Rede Globo e não diz, no ar, que está no local a convite da CBP.

Mas esse não é o limite da falta de caráter do jornalista brasileiro. Alguns representantes da imprensa aceitaram ir, em voo da Força Aérea Brasileira, para o Haiti, país devastado por um terremoto em janeiro de 2010. Ocuparam o espaço que poderia ser usado com mantimentos para carregar estrume em formato de gente.

Os nomes estão em texto enviado pela assessoria da Prefeitura de Manaus, que também está ajudando a bancar hospedagem, transporte e alimentação dos jornalistas.  “Além dos atletas selecionados para participar da jornada, um time de jornalistas também está presente no Haiti especialmente para a missão: Regis Rosing, Marcus Vinícius e Jorge Ghiaroni (Globo), Marcel Merguizo (Folha de São Paulo), Leandro Mota (Rádio CBN), Antonio Ximenes (jornal A Crítica), João Gabriel (Globoesporte.com), Lúcio Castro e Sidney da Matta (ESPN Brasil).”

Fontes:
http://www.cpb.org.br/comunicacao/noticias/press-kit-do-mundial-de-atletismo

http://www.cpb.org.br/comunicacao

http://www.amazonasnoticias.com.br/amazonas/11445-comitiva-da-jornada-haitiana-do-esporte-pela-paz-ja-esta-em-porto-principe.html

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: